quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Respire!

 Eka Pada Rajakapotasana  (One-Legged King Pigeon Pose)



"Assim como as folhas se movem ao vento, a mente se move ao sabor da respiração. Quando a respiração se torna regular e tranquila, tem o efeito de neutralizar a mente. Quando você sustenta a respiração, sustenta a alma." (B.K.S. Iyengar)






Chinese Bamboo Flute Yoga (Relaxation music )

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Shaolin, Bodhidharma e o Zen Budismo

                                   shaolin-temple.gif
No Wikipedia diz: "O templo Shaolin ou Xaolim é um famoso mosteiro budista localizado na província de Henan, na República Popular da China. Nele, viveu, no século VI, o 28º patriarca budista, Bodhidharma. No templo, Bodhidharma criou o estilo '(Chán)' zen do budismo, bem como o estilo shaolin (xaolim) de kung-fu . Shaolin, traduzido do chinês, significa "Floresta Jovem". Este nome teve origem após um grande incêndio que devastou as florestas ao redor do templo. As árvores destruídas foram depois replantadas, o que tornou a floresta "jovem". "

AQUI lindas imagens Kungfu Boys at Shaolin Temple'

'O Budismo chegou à China 2.000 anos atrás. Reporta-se que já no ano 65 d.C., uma comunidade de monges budistas vivia sob proteção da realeza na parte norte da Província de Kiangsu, próxima do local de nascimento de Confúcio, e os primeiros monges provavelmente chegaram 100 anos antes.
Desde então, dezenas de milhares de monges da Índia e da Ásia Central têm viajado para China por terra e mar, mas dentre aqueles que trouxeram os ensinamentos de Buda para China, nenhum teve impacto comparável ao de Bodhidharma.
 É claro que o zen, como meditação, tinha sido ensinado e praticado por centenas de anos antes de Bodhidharma chegar. E muito do que ele tinha para dizer a respeito da doutrina tinha sido dito antes, mas a abordagem ao zen de Bodhidharma era única.'

- Transmitir sem levar em conta as escrituras.
- Nao depender de palavras ou textos.
- Avan
çar diretamente rumo ao espirito do homem.
- Contemplar sua propria natureza e alcançar a condição de buda.

Bodhidharma

                                             
                                                    images
               
Foi mais ou menos por volta de 500 dC, que um monge budista indiano chamado Bodhidharma chegou à China. Diz a lenda que ele alem do yoga, ensinou exercícios de combate indianos para os monges chineses, a fim de melhorar a sua condição física. 
A mais antiga referência histórica a Bodhidharma é a Luoyang jia lan ji ("A História dos Mosteiros de Luoyang"), escrito por Yang Xuanzhi em 547 AD Yang afirma ter visitado pessoalmente o Ning Temple Yong e encontrado lá um velho estrangeiro chamado Sramana Bodhidharma, que afirmou ele, tinha 150 anos de idade. O estudioso budista Guifeng Zongni (780-841) citou um antigo koan  que pergunta: "Por que Bodhidharma veio do Ocidente?"  * Koan : 'narrativa, diálogo, questão ou afirmação no Zen-Budismo que contém aspectos que são inacessíves à razão. O koan tem como objetivo propiciar a iluminação do aspirante a zen-budista.'

 Muitos escritos têm sido tradicionalmente creditado ao próprio Bodhidharma, mas a opinião científica corrente sustenta que não é autêntico.
Mainstream tradição budista afirma que Bodhidharma chegou à China em 520, embora haja indícios históricos de que ele pode ter chegado em 470, ou mesmo 420. Não há acordo quanto ao caminho que ele viajou ou onde chegou em primeiro lugar. Alguns dizem que ele viajou por mar ", arriscando sua vida sobre as ondas altas," a partir de Madras no sul da Índia para Guangzhou e depois por terra para Nanjing. Outros estudiosos acreditam que ele caminhou uma trilha bem batido sobre o Pamir Planalto, através do deserto e ao longo do rio Amarelo para Luoyang, capital da província e centro de cultura budista chinês. Em qualquer caso, a viagem da Índia é acordado ter sido longa e perigosa.

Acredita-se que Bodhidharma tenha nascido em Kanchipuram, perto de Madras, na Índia, o terceiro filho de um rei local e, portanto, um membro da casta de guerreiros e governantes.  Quando jovem, converteu-se ao budismo, e mais tarde o Dharma lhe foi ensinado pelo mestre, Prajnatara, que mudou seu nome de Bodhitara para Bodhidharma.
Após a morte de seu pai, Bodhidharma foi para a China difundir o ensino e serviu por muitos anos expandindo o budismo.

                                                                                                        531295_402060626524574_1672685856_n.jpg
                                                   

Bodhidharma resistiu algum tempo na corte do imperador Wu Dai (465-550), mas abriu mão depois de perceber que o imperador não era suficientemente merecedor do ensino. Ele viajou para a parte norte da província, atravessando o rio Yangtze (de acordo com uma versão, milagrosamente de pé sobre uma cana), chegando finalmente em Luoyang, um centro ativo de bolsa de estudos budistas. Lá ele tornou-se impopular, afirmando que as escrituras budistas eram apenas uma ferramenta para atingir a iluminação e não precisa ser estudada por tempo indeterminado para o seu próprio bem. Odiado ​​e caluniado em Luoyang, ele foi forçado a viver implorando por comida. Em seguida, viajou para o Monte Song for um período de contemplação ascética, e de lá mudou-se finalmente para o Templo Shaolin na província de Henan. (Não deve ser confundido com outros templos de Shaolin, como a um na província de Fujian associado tão intimamente com a origem do karatê de Okinawa, nos séculos 18 e 19).  Ele não foi bem recebido lá também, no entanto, a sua meditação  numa caverna diante de um penhasco em frente ao mosteiro de Shaolin, foi vista como uma demonstração da verdadeira realidade do budismo. 

 A lenda diz que ele meditou lá em silêncio por nove anos e durante esse tempo, foi abordado por um monge chinês chamado Shen Guang, que convenceu Bodhidharma de sua sinceridade e foi aceito como discípulo e sucessor de Bodhidharma. Apesar da súbita popularidade do budismo na China, Bodhidharma encontrou poucos discípulos. Há muitas histórias mutuamente incompatíveis do local do sepultamento e da morte de Bodhidharma, uma delas eh que ele tenha sido envenenado. 
De acordo com o que é, aparentemente, uma tradição principalmente oral, Bodhidharma iniciou programas de treinamento no templo Shaolin, relacionados com as artes marciais. Bodhidharma ensinou sua marca de meditação Dhyana aos monges no templo, mas descobriu que eles não possuiam a resistência necessária. Eles eram tão fracos que caiam no sono durante as aulas de meditação. A fim de reforçar os seus corpos flácidos e magros, ele instituiu ginástica, exercícios de respiração e exercícios de combate indianos. Sua ênfase foi dito ser o cultivo de bioenergia intrínseco, através do controle da respiração. Bodhidharma pode ter sido bem versado nestas técnicas, como resultado da formação dada a todos os membros da casta guerreira indiana em sua juventude. Disciplinas e exercícios marciais instituídos por Bodhidharma foram supostamente transmitidos oralmente durante séculos, e não foram realmente escritas até mil anos mais tarde, quando o Yi Jin Jing ("Muscle-changing-Classic"), o Xi Sui Jing ("Marrow de limpeza Classic"), e o Shi Ba Luo Han Shou ("Dezoito movimentos da mão de Luohan") foram compostas. O "Muscle de mudança Classic" consiste em exercícios para fortalecer os músculos também (torso) músculos "internos" do "externo" (braço e perna). Após o "Muscle de mudança Classic", os alunos passavam para o "Marrow de limpeza clássico", que foi projetado para limpar a medula óssea e do sangue, fortalecer o sistema imunológico, e energizar o cérebro para facilitar a iluminação.
Bodhidharma (também conhecido como Daruma Taishi no Japão) se tornou reverenciado como o fundador do Zen Budismo.

64606_473782959331260_1998747865_n.png                                         


                                     


                                                 


Fontes:
 http://www.minrec.org/wilson/pdfs/Bodhidharma.pdf;
http://www.nossacasa.net/shunya/default.asp?menu=147;
Wikipedia;

terça-feira, 23 de abril de 2013

Como conseguir se concentrar na meditaçao.

Img: Google
Um dos principais desafios de quem se inicia na meditaçao, eh controlar o silencio 
da mente. Mesmo, com a maior das boas vontades, nos primeiros instantes vem o que fez no dia anterior, o que tem para fazer mais tarde, enfim, aquele 'fiozinho' em que um pensamento puxa ao outro e assim vai. Quanto mais ansiosa e agitada a pessoa, maior eh o desafio, digo por mim...rss Confesso, que ateh hoje, nao consigo totalmente e que ainda exercito em disciplinar a mente pra isso. Buscar o olhar para dentro de si, sintonizando com o meu som interno e focando nas batidas do meu coraçao, no ritmo da respiraçao. Como ao descer uma onda, em que depois que a dropa ( entra na onda), soh se foca nas manobras, em que voce e o mar tomam a mesma sincronia, uma extensao da sua mente e do seu corpo na prancha.

Muitos também acham, que para meditar eh preciso se dispor de muito tempo, isso eh um mero engano. Pode-se desligar a mente em apenas dez ou quinze minutos, soh eh preciso se concentrar. Tem um exercicio que achei e que pode ajudar. Eh o seguinte:

'Escolha um assunto de seu interesse (voce pode escolher como assunto de interesse o 'OM', um outro mantra, ou ateh mesmo qualquer coisa ) cujo objetivo é alcançá-lo, tê-lo ou senti-lo em sua vida. Seu ponto de atração sobre somente esse assunto se tornará muito mais poderoso do que se sua mente pulasse de um assunto para outro.

Há uma imensa força na concentração desse assunto, não desvie seus pensamentos, atenção e emoção. Focalize seu desejo e obtenha a atenção somente nessa meta. Procure direcionar suas energias de atenção e de querer somente nesse assunto. Focalize somente nele... Molde-o da forma que deseja, visualize-o da forma como você quer que ele seja agora, coloque alegria e gratidão no seu desejo. Vista-se com esse desejo, determine que o quer de verdade para sua vida.

Se surgir alguma emoção contrária, no fundo, você não quer esse desejo, mas automaticamente ordene que é isso que você quer e o que precisa fazer para tê-lo.

Se surgir uma emoção de bem estar, vá em frente, você o quer de verdade.

Faça esse exercicio todos os dias, durante uns 20 minutos, até alcançar seu objetivo.'
(Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=9163)

Escolhi esse exercicio para voces aqui, por ter achado a explicação bem interessante de como se funciona. 

*Dependendo do tempo disponível pode reduzir para dez minutos, nao tem problema, o importante,
eh que exercite =)

Achei esse artigo COMO PARAR A MENTE que explica como funciona a questão 
de mente e corpo no yoga e que pode ajudar na concentraçao.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Bakasana


Img: Leah Kim gallery

'Tradicionalmente, o corvo é considerado um mensageiro dos Deuses. Quando o primeiro Dalai Lama nasceu, foi dito que ele foi visitado por corvos negros. E através da habilidade de voar, essas aves transcendem o peso de uma existência mortal e vivem no firmamento entre este mundo finito e no próximo.' 

Bakasana (Crow pose ou pose do corvo) é uma postura, equilíbrio, em que nos erguemos acima de nossas limitações percebidas . Assim como um passarinho que tem todas as ferramentas para o vôo, mas duvida da sua força e habilidade, Bakasana muitas vezes pode trazer dúvidas e medos. Mas aos poucos, nós respiramos e começamos a confiar em nós mesmos.
Quando no fundo cultivamos a força interior central, não temos de confiar apenas em nossas experiências periféricas para nos guiar. Podemos aprender a confiar em nossa voz interior, nossa intuição, em vez de olhar apenas para o que está disponível externamente. Portanto, Bakasana é delicadamente projetado para aprimorar a voz interior. Quando a praticamos, somos guiados a confiar em nossos mais profundos espaços de força interior para que os nossos obstáculos, muitas vezes, o nosso braço e força de pulso, tornaram-se periferia, e nós podemos voar nas asas da nossa força interior.


Os benefícios :

  • Aumenta o equilíbrio físico e mental, concentração e tranquilidade.
  • Fortalece antebraços e pulsos
  • Estica a parte superior das costas
  • Fortalece os músculos abdominais
  • Tonifica os órgãos abdominais 
  • Abre a virilha

*Contra -Indicado em caso de gravidez e de síndrome do túnel do carpo





Passo-à-passo:


1. Dobre os joelhos levemente, trazer as palmas das mãos no chão  na distância dos ombros.
2. Encaixe os joelhos na parte de trás dos braços ( como no vídeo acima).
3. Começe a vir para a frente, levante a cabeça .
4. Tire os pés do chão, um de cada vez, para que você não se desequilibre .
OBS: Iniciantes : Coloque um cobertor na frente para não ter medo de bater a cabeça no chão, se você cair. Todo mundo cai ao aprender esta pose.


Parsva Bakasana(Corvo Side Pose)
Img: Side Crow Pose(http://yogalifejourney.com/yoga-poses/side-crow-pose/)




FONTES:
Yoga Journal;
http://www.bakasana.com/;
http://yoga.about.com/od/yogaposes/a/crow.htm;
http://www.yogabasics.com/connect/pose-of-the-month-bakasana.html;
YouTube;

domingo, 25 de novembro de 2012

Menstruação X Posturas Invertidas

Na tradição do Yoga, mulheres menstruadas não devem praticar posturas
invertidas ou inversas ( 
aquelas em que o praticante fica "de cabeça para baixo", de várias formas). Não há consenso sobre os motivos para tal contra-indicação. É relevante saber que a menstruação é fonte de intensas alterações no corpo da mulher,de conseqüências bastante particulares. Associar estas mudanças às promovidas pela prática de invertidas, pode ser contraproducente, ou seja, pode ter o resultado contrário ao esperado e fonte de stress.

Baseado na Fonte:  Estúdio de Yoga & Pilates
http://yogaestudio.org/category/pratica/page/2/


Atenção:
*' As invertidas são contra-indicadas também para pessoas com problemas cardíacos, hipertensas, portadoras de hérnia de disco ou com problemas na coluna cervical.'  Adriana Vieira__Instrutora de Yoga, pós-graduada em Hatha Yoga pela Uni-FMU (2005), com especialização em Yoga Pré-Natal pelo GAMA, Escola Carmen Perez, e certificação em Yoga Pré-Natal e para "Casais Grávidos" do Iyengar Yoga Institute de Amsterdam (Holanda). yoga@adrianavieira.com.br


Outras fontes: www.plenamulher.com.br/colunas.asp?ID_COLUNISTA=38&ID_COLUNA=446

Lolasana (Pingente Pose)



Img: sysimages/origimages/lolasana_ht8.jpg.


Esse asana destaca-se  como uma das poucas posturas que incluem movimento.
Muitos iniciantes evitam esse asana, por parecer exigir a força do braço de um super-herói. Mas, embora  requeira braços fortes, depende também da prática diária, do jeito, coragem, equilíbrio e confiança.


Benefícios:

  • Fortalece os músculos dos braços e pulsos,
  • Tonifica os músculos abdominais,
  • Fortalece os músculos das costas .

* Contra- indicado para quem tem lesões no punho, dores no ombro ou problemas no pescoço.

Variação desse asana:

Img: http://www.damngoodyoga.com/2011/04/asana-of-week-lolasana.html

*Obs:  1-Os blocos são muito úteis em qualquer caso, enquanto você desenvolve força

para elevar-se em lolasana com as mãos no chão.

2-Para se preparar para Lolasana, você precisa aprender como encurva o seu tronco.

3-Permaneça nesta posição por três ou quatro ciclos de respiração, mantendo uniforme o ritmo de suas inspirações e expirações.

Alguns vídeos com Lolasana

A=Para ajudar no passo-à-passo com blocos:
VIDEO


B= Para ajudar no passo-à-passo sem blocos: 
   

Ashtanga Vinyasa Krama Yoga at Home





FONTES:
Yoga Journal;
YouTube;

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Salamba Sarvangasana


yogaimmunity.wordpress.com

Salamba Sarvangasana (Vela ou invertida sobre os ombros)
Essa postura é considerada a "rainha" ou "mãe" de todas as poses de ioga. Como o próprio nome 'Salamba Sarvangasana' significa, esse asana suporta todos os membros do corpo. É considerado de nível intermediário à avançado.Essa postura também ajuda a equilibrar o funcionamento do sistema endócrino que utiliza os vasos sanguíneos para transportar sinais para o corpo inteiro. Este sistema é fundamental para o bom funcionamento do nosso corpo, o nosso metabolismo, a função do tecido, crescimento e desenvolvimento, e até mesmo o nosso humor.

Obs: 1-Quando você se estabelece em cima da invertida, é melhor ser obstinado. Um alinhamento inapropriado pode forçar e comprimir a coluna cervical (a vértebra do pescoço). Mas não deixe isso desencorajá-lo de tentar a postura. Para garantir a segurança, nunca gire a cabeça enquanto estiver na invertida. Não execute o ásana se você não possuir experiência suficiente ou estiver com insegurança quanto a ele. Nesse caso, execute somente com o acompanhamento de um instrutor experiente.

2-Geralmente, este ásana é executado no final das sequências de ásanas, antes do relaxamento e meditação.


3-Se o pescoço estiver confortável e o arranjo estiver fácil, fique por cinco a dez respirações. Se não, saia lentamente da postura.


Pode contar com ajuda de um cobertor para sentir-se mais confortável.

Benefícios:

  • Tranqüiliza a mente, alivia stress mental e emocional, o medo, dores de cabeça, insônia, depressão e ajuda a eliminar distúrbios psicológicos
  • Estimula as glândulas tireóide e próstata e órgãos abdominais
  • Alongaos ombros , pescoço e a espinha dorsal.
  •  Age sobre as glandulas tireoide e paratireoide, melhorando seu funcionamento
  • Tonifica  pernas e nádegas
  • Melhora a digestão
  • Ajuda a aliviar  sintomas de menopausa
  • Reduz o cansaço e alivia a insônia
  • Terapêutico  para a asma, sinusite e infertilidade
  • Melhora a flexibilidade das vértebras  e do pescoço.
  • Tonifica os nervos que passam através do pescoço ao cérebro
  • Aumenta a circulação, revitalizando ouvidos, olhos, amídalas, prevenindo e aliviando problemas de garganta e nariz . 
  • Alivia a pressão gravitacional sobre os músculos anais, aliviando hemorróidas
  • Equilibra a taxa metabólica e  melhora o sistema imunológico.

Importante:

Movimentar o diafragma durante a prática desta ásana ajuda a massagear todos osórgãos internos, ativando a digestão, aliviando constipação, revitalizando o baço e asglândulas supra-renais, promovendo a produção de insulina pelo pâncreas e melhorandoas funções dos rins e fígado.

*Contra-indicação desse asana: Pessoas com problemas no pescoço, nos olhos, insuficiência cardíaca e hemorragias.
Também contra-indicado nos casos de diarréia, dor de cabeça, pressão alta, menstruação e em caso de gravidez.

Passo á passo:
Com o corpo deitado, inspire e erga as pernas noventa graus do chão, mantendo todo o longo da coluna no solo e aponte os pés para cima. Levante também os braços apontando-os para cima. Permaneça alguns segundos, respirando normalmente. Em seguida, apoiando as palmas das mãos no chão, e inspirando, erga o tronco chão, com um leve balanço das pernas para trás. Dobre os cotovelos e apóie o tronco com as  mãos. Vá erguendo o corpo o máximo possível, aproximando o peito do queixo. Mantenha o pescoço bem alinhado e não olhe para o lado enquanto realiza a postura. Fique cerca de cinco minutos na posição (exceto em período de menstruação). Em seguida deixe as pernas caírem para trás da cabeça, mantendo o pescoço alinhado durante todo o exercício. Expirando vai desfazendo a postura, encaixando vértebra por vértebra no chão.


Avançado : 
Existem muitas variações sobre esta pose, inclusive trazendo as pernas em um "V" de largura, forma ou em posição de lótus como na imagem abaixo.



FONTES: 
Yoga Journal;
http://pt.scribd.com/doc/88485686/Resumo-Yoga;
http://yogajournal.terra.com.br/show_yoga.php?id=100;
http://gabrielyoga.blogspot.com.br/

Vinyasa Flow - Energizing Sunrise Practice


http://montezumayogacostarica.blogspot.com.br/

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A capacidade de transformar

"Todos os homens seriam capazes de transformar suas vidas se ouvissem com profunda atenção as recomendações simples dispostas nos códigos éticos de todas as religiões. É o caroço de egoísmo presente no coração da maioria das pessoas que impede a atenta observação da sabedoria de todas as eras."

                  Paramahansa Yogananda em "God Talks With Arjuna - The Bhagavad Gita"

Img:http://yogi-moni.tumblr.com/


Mentes que meditam

Dizem as Escrituras hindus: "Nos homens superficiais, o peixe dos pequeninos pensamentos provoca imenso tumulto. Nas mentes oceânicas, as baleias da inspiração mal encrespam a superfície."

Paramahansa Yogananda em "Autobiografia de um Iogue".


               Img: :http://yogi-moni.tumblr.com/

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Entrevista com Professor Hermógenes

Na vida

"É melhor viver no inferno na companhia de um homem sábio e de fala áspera do que habitar o paraíso com dez mentirosos de lábios doces! Tolos transformam um paraíso no inferno, ao passo que um homem sábio transforma qualquer inferno num paraíso."

 ___Yogananda em 'God Talks With Arjuna'

                  Img: http://cdnimg.visualizeus.com/thumbs/e3/4b/asana,guy,tattoo,yoga-e34b5a84ce5554dc6bce7e2371a42858_h.jpg



"O mundo contém uma mistura de verdade e inverdade, açúcar e areia.
Seja uma formiga e apanhe o açúcar."

___Shri Ramakrishna




O poder do pensamento


Se você pensa que pode ou se pensa que não pode,

de qualquer forma você está certo.

Henry Ford

                      lovemorefearless:

Briohny Smyth by Jasper Johal. 

'O Poder do Pensamento Pela Ioga'



'O cultivo do pensamento é uma ciência Exata.

A amargura ou a ternura não estão nos objetos mas na mente, no sujeito, no seu modo de pensar.

Em você estão latentes todas as faculdades, energias e poderes. Desenvolva-as e torne-se livre .

Cada ação tem um passado que a levou a ela e um futuro que se segue a ela.

Tenha cuidado com os pensamentos. Tudo o que sua mente enviar, volta para você. Cada pensamento é um bumerangue.


Alimentar e conservar um mau pensamento aos poucos o despe de seu horror e impele o pensador a cometer um ato que o concretize.'

Trechos tirados do livro "O Poder do Pensamento Pela Ioga" de Swami Sivananda Saraswati;  editora Pensamento.


'yoga', 'photography', 'james wvinner',
Img: SHIVA SUN
http://www.jameswvinner.com/Shiva_sun.html#

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Causa, efeito e mente.































"A Física nos ensina sobre a teoria da conservação da energia. De acordo com

esta teoria, a energia nunca é destruída; na realidade um tipo de energia transforma-se em outro tipo de energia. Usando esta idéia como uma analogia, pode-se dizer
que a energia utilizada através de qualquer ação daquele que a executa, muda sua
forma e torna-se força kármica ou karmaphala.. Esta força, como um bumerangue, 
inevitavelmente retorna ao agente da ação cedo ou tarde. Retornando ao agente da 
ação, a força kármica começa a agir sobre sua mente e corpo causando prazer ou dor. 
Nenhum agente de uma ação pode escapar desta força kármica. Depois de agir sobre 
sua mente e corpo, a força kármica é dissipada. Ela deixa o agente da ação e torna-se 
parte do vasto depósito da energia cósmica. 
 São as criaturas que são responsáveis por sua própria felicidade ou sofrimento. Eles sofrem ou gozam devido às consequências de suas próprias ações, boas ou más. "_(Swami Bhaskarananda)


No budismo são 'preservados' esses fundamentos do Hinduísmo como o Karma: (lei de causa e efeito)  em que toda ação gera um efeito correspondente na sua vida:
  • Todas as nossas ações de corpo, fala e mente são causas, e todas as nossas experiências são os seus efeitos.
  • Toda ação deixa uma marca, ou potencialidade, em nossa mente muito sutil e cada uma dessas marcas dá origem a seu próprio efeito.
  • Ações impuras, são porque a mente está contaminada pelo veneno interior do auto-agarramento. Essa é a razão fundamental porque experienciamos sofrimentos.
  • Talvez pensemos que nosso sofrimento seja provocado por outras pessoas, pela falta de condições materiais ou pela sociedade, mas, na realidade, ele vem dos nossos próprios estados mentais deludidos. A essência da prática espiritual consiste em reduzir e, por fim, erradicar totalmente nossas delusões, substituindo-as por paz interior permanente. Esse é o verdadeiro significado da nossa vida humana.
  •  libertação do sofrimento não pode ser encontrada fora da mente.  Sendo assim, se quisermos nos livrar dos problemas e alcançar paz duradoura e felicidade, precisamos aumentar nosso conhecimento e compreensão da mente.


' Em geral, é difícil controlar a mente. Ela é como um balão ao sabor do vento – vai de um lado para outro, soprada por circunstâncias exteriores. Se as coisas vão bem, a mente fica feliz; se vão mal, reage tornando-se infeliz. Mesmo quando estamos felizes, essa felicidade não é completa. Por exemplo, quando obtemos algo que desejamos, uma aquisição ou um novo parceiro, ficamos excitados e nos apegamos a isso.

Porém, como não é possível obter tudo o que desejamos e como estamos condenados a ser separados de nossos amigos e posses, o apego, ou grude mental, só serve para nos causar dor. Por outro lado, quando não obtemos aquilo que desejamos ou perdemos algo de que gostamos, somos tomados por desânimo e irritação.
Se formos obrigados a trabalhar com alguém que detestamos, ficaremos bravos e nos sentiremos prejudicados. Como resultado, nosso rendimento será afetado e o dia no trabalho se tornar-se-á estressante e insatisfatório.
Essas oscilações de humor ocorrem porque estamos intimamente envolvidos com as situações exteriores. Parecemos uma criança que, construindo um castelo de areia, sente entusiasmo quando ele fica pronto, mas, logo a seguir, se decepciona ao vê-lo ser destruído pela maré.
Treinando em meditação, criamos espaço e clareza interiores, que nos capacitam a controlar nossas mentes, quaisquer que sejam as circunstâncias externas. Pouco a pouco, tornamo-nos capazes de substituir nossa mente desequilibrada, que oscila entre os extremos do excitamento e da decepção, por um equilíbrio mental, isto é, uma mente estabilizada que está feliz o tempo todo.'


Fontes: 

A DOUTRINA DO KARMA - Ensinamentos Sagrados da Vedanta 

Budismo Kadampa _Site oficial da Nova Tradição Kadampa -

União Budista Kadampa Internacional